Menu

Desde 1949 o mais antigo afoxé de Salvador caminha como em seu cortejo. Passos leves, embora marcantes, apontam uma história de resistência pacífica e representatividade cultural. No dia 1º de fevereiro, às 17h, no Museu du Ritmo, o Afoxé Filhos de Gandhy celebra 65 anos de existência em um show especial, com direção musical de Letieres Leite e artística de Elísio Lopes.  Os ingressos (R$ 20) estão à venda na Ticketmix.
"O público assistirá a uma nova modelagem artística da Banda Show Filhos de Gandhy e várias atrações convidadas. Seguiremos o mesmo tema do Carnaval: "Gandhy - tradição, religião, fé e respeito - uma reverência aos templos dos orixás", diz Xiko Lima, vice-presidente do Afoxé. 
Para Xiko, momentos importantes como este têm mais força seguidos por ações duradouras  de apoio à comunidade e ao movimento Filhos de Gandhy. "Dentro do processo de uma nova gestão e com  a reativação das ações sociais, estaremos implementando oficinas com uma visão baseada no empreendedorismo e melhorando a participação artística do Afoxé Filhos de Gandhy no circuito cultural do País", afirma Xiko.
O local do evento não poderia ser outro. Há 65 anos, surgiu no porto de Salvador, no Comércio, o então Bloco Filhos de Gandhy. Hoje, já Afoxé, o grupo comemora o aniversário no Museu du Ritmo, localizado às margens daquele mesmo mar. O evento conta com patrocínio da CAIXA e realização de Filhos de Gandhy, Janela do Mundo, Ministério da Cultura e Governo Federal.
O Afoxé Filhos de Gandhy 
Nas ruas de Salvador há 65 anos, o Afoxé Filhos de Gandhy cultua uma das nações que é o ijexá, inundando a avenida com o ritmo peculiar e cadenciado. A oferta de maçãs e uvas representam a limpeza do corpo, e junto à alfazema e à cor branca transformam a avenida em um imenso tapete de paz. O maior afoxé do mundo tem como missão, através do entretenimento, pregar a paz e abrigar em seu ambiente condições de igualdade e respeito.
O bordado branco, que enfeita em cor, música e aroma a avenida, guarda em sua essência o respeito ao que transcende , e este é o tema para o carnaval de 2014: “Tradição, Religião, Fé e Respeito – Uma reverência aos templos dos Orixás”. Oxalá, Ogum, líderes e marajás indianos. Todos eles são simbolicamente lembrados pelos Filhos de Gandhy. O Afoxé encontrou em sua estética visual e ideológica a forma de expandir ideais de paz e co-existência de credos e religiões.

SERVIÇO
65 anos dos Filhos de Gandhy 
Local: Museu du Rítmo
Horário: 17h
Ingressos: R$ 20,00 (primeiro lote)
Vendas: Ticketmix e sede do Gandhy | Pelourinho    
 
Topo