Menu

Cantor lança novo single no dia do aniversário

Os astros andam sorrindo para Thiaguinho. O ano, que começou repleto de novidades na vida pessoal, promete ser um dos melhores da carreira desse artista considerado o principal representante do pagode na atualidade. Nesta quarta-feira (11), além de completar 32 anos o cantor celebra a divulgação do single “Pra que Viver Nesse Mundo”, canção escolhida para representar o álbum HEY, MUNDO! (FVA Music Solutions), com lançamento previsto para o final de março. “Essa é a música que mais mostra a cara desse disco. É um samba que tem uma letra romântica, mas possui uma levada dançante com um arranjo diferenciado. Tem um rap e uma melodia muito pop”, explica. Assinada por Thiaguinho, Rodriguinho (que faz uma participação especial) e Gabriel Fernando (filho de Rodriguinho), a faixa marca também a estreia deste jovem compositor.

Esta não é a primeira vez que o aniversário de Thiaguinho coincide com um novo lançamento. No ano passado o mesmo aconteceu com o primeiro single de OUTRO DIA, OUTRA HISTÓRIA. “Caraca, Muleke!” (Thiaguinho / Gabriel Barriga) arrebentou e conquistou o Brasil inteiro. Se depender da astrologia e da numerologia já podemos acreditar que a nova música terá grande repercussão, mas como talento, profissionalismo e empatia são essenciais o sucesso é garantido.

Confira!

PRA QUE VIVER NESSE MUNDO (Thiaguinho / Rodriguinho / Gabriel Fernando)


Toca, toca, toca o telefone, cai na caixa postal
Só quero uma chance de explicar que o que eu fiz não foi legal
Nossa história é linda, eu errei e sei que fiz por merecer
Mas não vejo nada no futuro acontecer sem ter você

Pra que viver nesse mundo
Se não existe você
Que me faz ser tão seguro
E que me faz sonhar
Eu prefiro perder tudo 
Do que ter que te perder
Espero que lá no fundo
Você possa me escutar

Tudo que eu te peço é 
Por favor não me deixe aqui
Não vai não, não vai não
Sem você eu não vou ser feliz
Não vou não, não vou não
Não me faça desistir
Não faz não, não faz não
Minha razão pra sorrir
Não vire as costas pra mim

Por favor não me deixa aqui
Não vai não, não vai não
Sem você não vou ser feliz
Não vou não, não vou não
Não me faça desistir
Não faz não, não faz não
Minha razão pra sorrir
Não vire as costas pra mim

Não existe mais razão
Não existe mais sentido
Sem você pra dar a mão, to sem rumo, fico tão perdido
Sei que parece humilhação, mas não é não
Peço perdão, e até ajoelho no chão paixão se for preciso

Toca, toca, toca o telefone, cai na caixa postal
 
Topo